Nelson Piquet é denunciado ao Ministério Público por racismo contra Hamilton


Porto Velho, Rondônia - Após usar uma palavra de cunho racista - por mais de uma vez - para se referir a Lewis Hamilton, Nelson Piquet foi denunciado pelo Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios. A representação da denúncia foi feita pela bancada do PSOL na Câmara dos Deputados. A informação é da Folha de S. Paulo.

Além do trecho que viralizou nas redes sociais e mídia internacional, em que Piquet comete ato de racismo contra o piloto da Mercedes, o GRANDE PRÊMIO teve acesso ao então removido vídeo completo da entrevista e encontrou outra fala repugnante do ex-piloto brasileiro - que, além de repetir a ofensa racista, ainda empreendeu um gancho homofóbico contra Hamilton.

O Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios analisará a representação parlamentar do PSOL - que acusa Piquet do crime de discriminação ou preconceito. Áurea Carolina (MG), Talíria Petrone (RJ) e Vivi Reis (PA) encabeçam a denúncia.

"Nossa mandata denunciou Nelson Piquet ao Ministério Público por suas falas racistas contra Lewis Hamilton. O racismo, que estrutura nossa sociedade, precisa ser combatido em todos os lugares", escreveu Petrone em sua página no Twitter.

Na representação, o corpo parlamentar afirma que o racismo "estrutura as relações sociais no Brasil" e que, portanto, tratar "seres humanos negros de forma evidentemente pejorativa", como fez Piquet, "não se coaduna com as práticas para efetivação do dispositivo da igualdade".

"Nelson Piquet é mais uma prova que a retórica virulenta empregada pelo Presidente Jair Bolsonaro habilita seus apoiadores a se sentirem liberados para utilizar dos mesmos termos e dos mesmos preconceitos de classe, raça e gênero", completaram Carolina, Petrone e Reis.

A entrevista de Piquet foi concedida em novembro do ano passado a um canal do YouTube chamado 'Motorsports Talks' - que tirou o vídeo do ar e, atualmente, não tem qualquer vídeo publicado. Quando tratou do acidente entre Hamilton e Max Verstappen no GP da Inglaterra do ano passado, usou a expressão racista 'neguinho' para se referir ao piloto. A entrevista viralizou recentemente e chocou toda a comunidade internacional.

Por conta disso, Fórmula 1, FIA e Mercedes expediram comunicados em solidariedade a Hamilton. O próprio heptacampeão se manifestou, bem como Sebastian Vettel, outros pilotos e ex-pilotos e organizações. A Fórmula 1 estuda banir Piquet do paddock para sempre, enquanto o Clube dos Pilotos Britânicos - dono de Silverstone - suspendeu a inscrição do brasileiro. Piquet chegou a se desculpar, mas empurrou a culpa para uma suposta tradução equivocada - claro, em entrevista à imprensa que não fala português.

Fonte - Terra

Postar um comentário

0 Comentários