Na capital, moradores da avenida Rio de Janeiro falam dos benefícios do asfaltamento


Porto Velho, Rondônia - Morador do bairro Jardim Santana há cinco anos, Mauro Pereira usa a própria casa como local de trabalho. Ele e toda a sua família ganham a vida com a reciclagem, a principal fonte de renda das 14 pessoas que moram na residência, localizada na avenida Rio de Janeiro, zona Leste de Porto Velho. O chefe de família explica que entregar a produção ficou mais fácil.

“Não tem nem comparação do que era antes e agora com a chegada do asfalto na nossa rua, tanto pela poeira que vai diminuir muito nesse verão, quanto a lama que vai deixar de ter no inverno. A nossa casa é humilde, mas passou a ser muito mais valorizada com a obra”, explica o morador.

Joselito Rocha é comerciante e também mora na avenida Rio de Janeiro. Ele explica que durante um tempo avaliou a necessidade de mudar de ponto e de casa, já que a falta de infraestrutura atrapalhava as vendas.

“As pessoas deixavam de vir comprar aqui, pois o acesso era ruim. O asfalto veio em boa hora, porque, além de valorizar o ponto como imóvel, tem ajudado muito nas vendas”, explica.

A retomada da obra, que estava parada por atraso no repasse de recursos pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, foi feita pela Prefeitura da capital no mês passado e com recurso próprio, calculado em cerca de R$ 1,4 milhão. O trabalho voltou a ser feito a partir dos serviços de drenagem e terraplanagem e finalizando com a pavimentação.

A execução é feita por uma empresa gerenciada pela Secretaria Municipal de Obras (Semob). São mais de sete quilômetros de via que recebem serviços de recapeamento, pavimentação, alargamento, drenagem, meio-fio, sarjeta e calçada.

O próximo passo, após a conclusão da obra, é a inclusão de uma linha de transporte coletivo na região.

Fonte - Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Postar um comentário

0 Comentários