Sertanejos ficam na mira e Justiça e sofrem com shows cancelados



Porto Velho, Rondônia - Wesley Safadão se apresentaria na festa de São João de Viçosa, em Alagoas, neste domingo (12), mas foi proibido pela Justiça de subir ao palco. A decisão saiu na sexta-feira (10) e é do Tribunal de Justiça de Alagoas. Segundo a liminar requerida pelo Ministério Público, o cantor receberia R$ 600 mil pela participação no evento junino e o valor seria incompatível com a atual situação do estado.

A "CPI dos sertanejos" começou depois que Zé Neto, da dupla com Cristiano, criticou Anitta e os artistas que se beneficiam da Lei Rouanet. O próprio artista foi investigado pelo MP-MT devido ao show em Sorriso, Mato Grosso do Sul, quando ele falou mal da cantora. A partir daí, além de Safadão, nomes como Gusttavo Lima, Bruno e Marrone, Simone e Simaria também se viram no centro da polêmica.

O show que Gusttavo Lima faria em Conceição do Mato Dentro, Minas Gerais, foi suspenso. A apresentação deveria ocorrer durante a 30ª Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus de Matosinhos e custaria R$ 1,2 milhão aos cofres públicos da cidade. O prefeito José Fernando Aparecido de Oliveira lamentou a decisão e disse que a festa foi envolvida em "uma guerra político-partidária".

"Precisaremos adiar a vinda do 'Embaixador'. Tentaram envolver a nossa cidade e a minha honra pessoal em questões que não nos representam", escreveu nas redes sociais.

Apesar de a prefeitura de Conceição do Mato Dentro ter anunciado ainda o cancelamento da apresentação de Bruno e Marrone — que custaria R$ 520 mil — o perfil oficial da dupla no Instagram confirmou a agenda do show para o dia 18 de junho deste ano.

Vale lembrar que Israel e Rodolffo (R$ 310 mil), Di Paulo & Paulino (R$ 120 mil), João Carneiro (R$ 100 mil) e Thiago Jhonathan (R$ 90 mil) eram os outros nomes confirmados na programação do evento.

Simone e Simaria também sofreram na mira da Justiça. Isso porque, o Ministério Público do Rio Grande do Sul anunciou que investigaria uma suposta irregularidade na contratação da dupla para a Festa da Gila e do Queijo Artesanal Serrano, em Bom Jesus, no próximo dia 15 de julho. O cachê das cantoras seria de R$ 380 mil. Não há informações sobre a realização do evento ou não.

Fonte - R7

Postar um comentário

0 Comentários