Globo encerrará contratos de exclusividade com todos seus atores


Porto Velho, Rondônia - O Entretenimento da Globo vai abrir mão de contratos exclusivos de seus atores com a emissora, informa a coluna de Cristina Padiglione, da Folha, nesta sexta-feira, 10. Esse regime era adotado desde 1970 com suas principais estrelas.

O diretor de Entretenimento, Ricardo Waddington, reuniu os atores para comunicar sobre a mudança. Alguns dos astros ainda têm contratos válidos, como Marina Ruy Barbosa, Osmar Prado, Taís Araújo e Alanis Guillen. Logo que os contratos vencerem, no entanto, as renovações ocorreram apenas de forma pontual, abrangendo o período do trabalho.

Na reunião, Waddington falou da liberdade dos atores de ir e vir, tendo a chance de atuar em produções no streaming, por exemplo, já que empresas como Netflix, Amazon Prime Video, HBO, entre outras, têm investido em dramaturgia.

De acordo com a coluna, alguns presentes na reunião não receberam a notícia muito bem. Houve comentários de que a mudança ocorre como uma "demissão coletiva" disfarçada, afinal, os contratos exclusivos garantiam férias remuneradas e salário mesmo sem novela no ar.

Com a mudança, pratas da casa como Glória Pires, Tony Ramos, Andréa Beltrão, Mateus Solano, Regina Casé, Adriana Esteves, Marco Ricca, Vladimir Brichta e Mariana Ximenes estarão sem contrato exclusivo, podendo trabalhar em outras produções.

A mudança é para atores. De acordo com a coluna, Roteiristas e diretores não foram chamados para a reunião.

Em nota, a Globo confirmou que a mudança foi pauta da reunião, mas esclareceu que poderá ter contratos de longo prazo, a depender do período de um trabalho.

"Não é verdade que a Globo tenha feito uma reunião para falar de contratos com o elenco, mas esse foi, sim, um dos assuntos abordados. Com clareza e transparência, como é a tônica da relação que tem com seus funcionários. Também não é verdade que a Globo deixará de ter contratos por prazo longo. Como você sabe, a Globo tem ajustado seus modelos de contrato às dinâmicas do mercado, com a possibilidade de fazer contratos por obra ou por período (prazo longo), de acordo com o planejamento de projetos", diz a emissora.

Fonte: Redação Terra

Postar um comentário

0 Comentários