Santos aposta na molecada para tentar ampliar a freguesia contra o Mirassol


Evitando o desgaste do elenco, Carille dá descanso ao camisa 10 Ricardo Goulart, já de olho no clássico com o São Paulo

Porto Velho, RO - Fábio Carille não se cansa de cobrar a chegada de atletas experientes para dar suporte aos mais jovens no Santos. Recebeu a promessa de ganhar reforços, mas enquanto eles não chegam, mais uma vez mandará o time a campo apostando na molecada. Nesta quinta-feira, às 19 horas, o time visita o Mirassol, de quem jamais perdeu, atrás de embalo e paz no Paulistão.

Evitando o desgaste do elenco, o treinador deu descanso ao camisa 10 Ricardo Goulart já de olho no clássico com o São Paulo, no domingo, e também adiou o retorno do zagueiro uruguaio Velásquez, recuperado de lesão.

Kaiky será mantido na defesa e Ângelo, relacionado após superar um entorse no tornozelo, tem tudo para formar a dupla ofensiva com Marcos Leonardo. Ficaria em dúvida apenas na armação, com Gabriel Pirani brigando com Marcos Guilherme pela vaga.

Será a nona vez que o Santos encara o Mirassol, um de seus adversários prediletos e contra quem não sabe o que é derrota. Na história, são impressionantes sete vitórias e apenas um empate, por 1 a 1. No palco desta quinta-feira foram dois triunfos, por 2 a 1 e 3 a 1, o que deixa os santistas esperançosos para a equipe, enfim, ganhar dois jogos seguidos. A última vez foi em outubro, quando passou por Fluminense e Athletico-PR, no Brasileirão.

O Santos ficou fora das quartas de final da edição passada e a meta é não repetir o vexame. Ganhar significa se manter entre os dois melhores e poder brigar com na liderança com o Red Bull Bragantino, com um ponto a mais e rival do Água Santa.

Carille reclamou da falta de maturidade do Santos na vitória sobre o Ituano, por 2 a 1 sob enorme pressão do rival nos minutos finais. Na visão dele, o riem não soube controlar o jogo quando estava vencendo. Diante de um Mirassol que promete propor o jogo, a ordem do comandante é saber se defender e mostrar objetividade no ataque. O treinador acredita que sua equipe terá bastante espaço e tem de ser fatal em teste antes do clássico.

PELA REABILITAÇÃO

Há três jogos sem vencer no Paulista, o Mirassol desafia o Santos para reencontrar o caminho das vitórias. O técnico Eduardo Baptista terá dois desfalques por suspensão. O lateral-direito Rodrigo Ferreira levou o terceiro cartão amarelo, enquanto o meia Camilo acabou expulso diante da Inter de Limeira.

Com isso, Ivan deverá entrar na vaga de Ferreira. Já o meio de campo do Mirassol terá, conforme Eduardo Baptista indicou nos treinos, Luís Oyama, Neto Moura e Fabrício Daniel.

"Temos um jogo em casa, a nossa diferença para Ituano e Botafogo-SP está muito nos jogos em casa. O Campeonato Paulista tem que pontuar em casa e é um jogo para você fazer os pontos, claro que contra um adversário perigoso, mas ao mesmo tempo o Mirassol tem força dentro do Maião para buscar o resultado que nos dá condição de só olhar para cima. Precisamos encarar como uma final porque praticamente define um dos objetivos", falou Eduardo Baptista.

FICHA TÉCNICA

MIRASSOL X SANTOS

MIRASSOL - Darley; Ivan, Thalisson, Lucão e Pará; Luís Oyama, Neto Moura e Fabrício Daniel; Negueba, Zeca e Claudinho. Técnico: Eduardo Baptista

SANTOS - João Paulo, Madson, Kaiky, Eduardo Bauermann e Felipe Jonatan (Lucas Pires); Camacho, Zanocelo e Marcos Guilherme (Gabriel Pirani); Ângelo, Marcos Leonardo e Lucas Braga. Técnico: Fábio Carille.

ÁRBITRO - Thiago Luís Scarascati.

HORÁRIO - 19 horas.

LOCAL - Estádio Municipal de Mirassol.

Fonte: Estadão

Postar um comentário

0 Comentários