Operação Lei Seca Presente é intensificada no município de Guajará Mirim


Operação Lei Seca Presente leva segurança para o trânsito de Guajará Mirim

Porto Velho, RO - Dando continuidade ao trabalho de segurança no trânsito, o Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran-RO) tem realizado ações da Operação Lei Seca Presente em diversos municípios, com medidas que têm flagrado condutores dirigindo veículos sob efeito alcoólico contrariando o artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Na noite da última quinta-feira, 17, a operação Lei Seca Presente foi realizada na cidade de Guajará Mirim, onde flagrou sete condutores dirigindo sob influência de álcool.

De acordo com o diretor de Fiscalização e Ações de Trânsito (Dtfat) e coordenador da Lei Seca em Rondônia, Welton Roney Ribeiro, o Detran tem realizado a operação Lei Seca Presente nos principais municípios do Estado, “na semana passado equipes se deslocaram para as cidades de Vilhena e Rolim de Moura, esta semana a cidade de Guajará-Mirim está sendo atendida”, afirmou o coordenador da Lei Seca em Rondônia.

“Quero agradeceu o Governo do Estado e o diretor geral do Detran Rondônia, Paulo Higo que têm apoiado as ações da fiscalização com o intuito de dar maiores resultados quanto à segurança no trânsito e consequentemente evitar sinistros no trânsito”, ressaltou Welton Ribeiro.

Segundo Ribeiro a falta de conscientização de muitos condutores que ingerem bebida alcoólica e insistem em dirigir é o maior problema, “infelizmente é muito comum durante as operações da Lei Seca abordamos motoristas que estão com teor alcoólico altíssimo no organismo, estão conduzindo carro ou motocicleta e não aceitam o estado de embriagues, colocando a sua vida e a vida de terceiros em risco”, disse o diretor de Fiscalização do Detran.

Welton Ribeiro, disse que o novo método de trabalho implantado na operação Lei Seca Presente, ganhou um braço com maior alcance tirando maior número de condutores embriagados da rua e oferecendo a população maior segurança no trânsito, “o Detran Rondônia investiu em equipamentos tecnológicos, a exemplo do etilômetros Alcolizer, que consegue detectar a presença de álcool no ar sem a necessidade do condutor fazer o teste assoprando no bico do aparelho”, afirmou.

Ribeiro explica que com o uso Alcolizer a operação ganhou agilidade, pois só são convidados para fazer o teste no aparelho assoprando os condutores que na primeira abordagem com o Alcolizer acusou presença de álcool no ambiente. Outra medida importante adotada na Operação Lei Seca Presente foi o treinamento que agentes e auxiliares de trânsito tiveram para atuarem em todas as funções na operação.


Investimentos tecnológicos deram agilidade e dinamismo nos trabalhos

Além de estarem aptos a estarem em todas as funções da OLS, quatro agentes de trânsito são escalados, por operação, para acompanhar as abordagens, realização dos testes de etilômetros e, em caso de crime, responsáveis pela condução à central de polícia para as medidas que a justiça requer.

O condutor ao fazer o teste do etilômetro e der concentração acima de 0,33 mg de álcool por litro de ar expelido, fica caracterizado crime de trânsito por dirigir sob influência de bebida alcoólica, ou em caso de recusa com lavratura de Termo de Constatação de um conjunto de sintomas, “nesses casos os agentes de trânsito conduz o motorista até a Central de Polícia para relatar todos os fatos presenciados por eles durante a abordagem desse condutor”, explicou o coordenador da Lei Seca.

O foco principal da Lei Seca é tirar de circulação o motorista que ingeri bebida alcoólica e insiste em dirigir e “com a chegada do Alcolizer conseguimos mudar a forma de trabalhar a operação Lei Seca que ganhou maior agilidade nas abordagens dos condutores”, confirmou o coordenador da operação.

RESULTADO DA LEI SECA EM GUAJARÁ-MIRIM

Foram abordados 107 condutores, sendo 88 homens e 19 mulheres, 86 carros e 21 motocicletas que resultou em 31 autuações diversas e sete no artigo 165 que trata das penalidades quando o condutor dirigi sob influência de bebida alcoólica, dois condutores que testaram acima de 0,33 mg de álcool no sangue foram conduzidos para a central de polícia para medidas cabíveis.

Texto: Eleni Caetano
Fotos: Eleni Caetano
Secom - Governo de Rondônia


Postar um comentário

0 Comentários