Mais de 20 mil pessoas foram vacinadas contra a covid-19 nos distritos de Porto Velho

Localidades do baixo Madeira e da BR-364 evoluem na imunização de adolescentes e adultos

Porto Velho, RO - A vacinação contra a covid-19 nos distritos da capital superou as 20 mil doses aplicadas em 2021. Uma das características deste trabalho é que a Prefeitura Municipal também precisa levar vacinadores para atender as comunidades.

As unidades de saúde locais prestam importante serviço aos moradores das comunidades de São Carlos, Joana D’arc, Aliança, Rio das Garças, Cuniã e Nazaré, mas dependem do envio de profissionais capacitados para executar a vacinação.

A jornada dos vacinadores acontece aos finais de semana, período em que não trabalham na área urbana. O atendimento vai das 8h às 17h e inclui orientações variadas. A programação é feita pela Divisão de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

Segundo a auxiliar de serviço de saúde, Fátima Batista Silva, a adesão tem sido significativa. “É gratificante chegar e ver que nossa expectativa é superada. Adultos e adolescentes recebem as doses dentro do prazo correto”, explica.


Imunização de crianças contra a covid-19 segue baixa nos distritos

Apesar do alto percentual de adultos imunizados, o grande desafio na região é levar a proteção às crianças. “Estamos alinhando estratégias para dialogar com os pais e explicar os benefícios da vacina contra a covid-19. Orientamos sobre a responsabilidade e que pode haver reações, mas que é a única forma de salvar vidas diante do momento em que estamos vivendo”, relata Fátima.

RODOVIA

Os distritos localizados às margens da BR-364, entre Porto Velho e a divisa com o estado do Acre, também são atendidos com as vacinas de rotina e covid-19. Nova Califórnia, Extrema, Vista Alegre do Abunã e Fortaleza do Abunã abrigam mais de 16 mil moradores juntos.

O auxiliar de serviço de saúde, Luiz André, destaca que nesta área ocorre, também, a resistência dos pais em levar os filhos para vacinar. “Fazemos todos os esforços para fazer a imunização, mas ainda há pessoas com dúvidas e alimentadas por falsas informações”, lamenta.

Já entre adultos e adolescentes, a taxa de imunização ultrapassa os 80% da população. A procura pelos imunizantes nesse grupo se mantém acima do esperado. Isso é ótimo. Além disso, percebemos o quanto a população acolhe e reconhece os esforços das nossas equipes”, finaliza o auxiliar.

Texto: Semusa
Foto: Wesley Pontes
Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Postar um comentário

0 Comentários