Fhemeron estabelece horário de atendimento durante carnaval para atender demanda em Rondônia


Diariamente são necessárias mais de 50 bolsas de sangue para atender os casos de emergência e pacientes internados em Rondônia

Porto Velho, RO - Os planos para o período de carnaval fazem parte da vida dos brasileiros, mas em razão da pandemia, novamente os blocos carnavalescos não vão às ruas. Mesmo sem a folia de carnaval os doadores de sangue acabam se ausentando dos hemocentros e os estoques atingem o nível crítico. Para aumentar a captação e evitar a falta de sangue, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia (Fhemeron) pede à população que pratique a solidariedade durante o período carnavalesco.

Mesmo neste época, as unidades da Fhemeron em Rondônia vão estar em pleno funcionamento. No sábado o atendimento será das 7h15 às 12 horas; na segunda-feira (28) apenas no período da manhã e na quarta-feira (2) funciona a partir das 13 horas.

De acordo com a gerente de Captação da Fhemeron, Maria Luiza, as campanhas das instituições têm ajudado manter a quantidade de bolsas de sangue em bom nível no Estado. Na última semana sexta-feira (18) a Fundação promoveu coleta externa juntos aos colaboradores do Hospital do Amor e também nos municípios de São Felipe d’Oeste e Alta Floresta d’Oeste para garantir o estoque de sangue para o período de carnaval.

“Por mais que não tenha as festividade de carnaval sabemos que é um momento que as pessoas acabam se excedendo, independente de estar vivendo em tempo de pandemia. Muitas vezes cirurgias são canceladas por baixa de estoque. E para evitar que isso aconteça já estamos antecipando as coletas no interior; as campanhas das instituições e divulgação da imprensa tem nos ajudado”, destacou Maria Luiza.

A gerente de captação da Fhemeron, conta que diariamente são necessárias mais de 50 bolsas de sangue para atender os casos de emergência e os pacientes internados em Rondônia. Outra informação repassada por ela, é que para atender as solicitações de urgência e emergência de hospitais, o Pronto-Socorro João Paulo II, o Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro (HBAP) e o Hospital de Amor da Amazônia contam com as agências transfusionais que funcionam em cada unidade hospitalar.

Agência transfusional funciona 24 horas na Fhemeron

“O sangue é um bem que não pode ser comercializado, não é um objeto que você acha em farmácia. Se o paciente precisar de sangue, tem que ser doado voluntariamente. É um ato de amor que as pessoas precisam”, reforçou Maria Luiza.

Ex-secretário de Estado da Educação, César Licório, comenta que já é doador de sangue há 21 anos. Segundo ele, a ação começou depois da necessidade de doar sangue para o pai que esteve doente e desde então nunca mais parou.

“De lá para cá eu não parei mais, doo três ou quatro vezes por ano; neste ano é a primeira. Depois que faço a doação não acontece diferença nenhuma, faz bem para saúde, porque todo o sangue tirado hoje é reposto em 24 horas. É só ter os cuidados necessários. Aconselho a todos a doarem, não dói nada e o seu sangue é muito importante para quem está precisando”, ressaltou César Licório.

Já o ex-militar Roni Lopes, de 49 anos, é acostumado com o ato de doar sangue. Há 28 anos ele comparece à Fhemeron para dar vida e esperança a outras pessoas. “Mesmo que seja na pandemia, a demanda por sangue aumenta devido a quantidade de cirurgias. As campanhas de divulgação para doação de sangue ajudam muito. Nesse período muitas pessoas precisam. Doar sangue é um ator de amor ao próximo. E se muitas se mobilizarem os estoques não baixam”, pontuou.

Quem tem interesse em doar sangue, a Fhemeron disponibiliza transporte para grupos, a partir de três pessoas (amigos) e um ônibus para os casos de campanhas. A solicitação pode ser feita pelo telefone 69-98464-0125 ou 69 3216-2234.

Até dezembro o infectado com a covid-19 era impedido de doar sangue por 30 dias. A partir de agora, quem já foi curado e está sem sequelas causadas pelo coronavírus pode entrar na fila de doação depois de dez dias da doença.

Já quem teve contato com diagnosticados com a covid deve esperar também dez dias para realização a doação. E quem já foi vacinado deve esperar sete dias para voltar a doar.

Conheça os requisitos necessários para doar sangue:
Tenha entre 16 e 69 anos;
Pese mais de 50 quilos;
Não esteja grávida;
Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);
Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
Estar em boas condições de saúde;
Não seja Epilético;
Tenha doado sangue há mais de 60 dias (homem) ou 90 dias (mulher);
Tenha dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas e
Apresentar documento original com foto recente, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

Texto: Larina Rosa
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia


Postar um comentário

0 Comentários