Ao lado de Putin, Bolsonaro defende soberania dos países


Presidente disse se solidarizar com países que buscam a paz; Rússia retirou tropas da fronteira com a Ucrânia

Porto Velho, RO -
Ao lado do presidente da Rússia, Vladimir Putin, o presidente Jair Bolsonaro exaltou o diálogo com o país, defendeu a soberania das nações e o empenho pela paz. "Compartilhamos de valores comuns, como crença em Deus e a defesa da família, também somos solidários a todos os países que querem e se empenham pela paz.

Temos uma colaboração intensa nos principais fóruns internacionais, onde defendemos a soberania dos Estados", disse Bolsonaro em declaração após reunião de cerca de duas horas com Putin.

A visita de Bolsonaro à Rússia ocorre em meio a tensões entre o país e a Ucrânia. Mesmo ciente dos riscos da viagem em razão da ameaça de invasão do país vizinho pelas tropas russas, Bolsonaro decidiu manter a visita para atender a um convite feito por Putin.

Antes do encontro, o presidente participou de cerimônia em homenagem a soldados do então Exército da União Soviética mortos durante confronto com os nazistas na Segunda Guerra Mundial. A celebração aconteceu na manhã desta quarta-feira (16), madrugada no Brasil. A visita é uma tradição entre os chefes de Estado que vão ao país.



Durante a homenagem, Bolsonaro entregou uma coroa de flores com folhas verdes, azuis e amarelas, cores da bandeira do Brasil. O local é símbolo da vitória da União Soviética na guerra. O império, que tinha a Rússia como principal país, durou entre 1922 e 1991 e representou o bloco comunista do mundo, regime que é criticado por Bolsonaro.

Fonte: R7


Postar um comentário

0 Comentários