Centro de Referência atende cerca de 150 mulheres por semana com implantação de DIU


Procura por métodos anticoncepcionais tem aumento em Porto Velho

Porto Velho, RO - A busca por métodos contraceptivos na rede pública de saúde tem registrado aumento nos últimos meses em Porto Velho. Um dos principais termômetros dessa busca tem sido a implantação do Dispositivo Intrauterino, o DIU. Semanalmente, a Prefeitura tem registrado cerca de 150 implantações do método.

O procedimento é ofertado gratuitamente no Centro de Referência em Saúde da Mulher (CRSM) e consiste na introdução do dispositivo no útero para impedir a gravidez, uma das formas mais seguras, mas que necessitam de um acompanhamento prévio.

"O serviço constitui uma forma de oferecer métodos de planejamento familiar eficaz na rede de saúde de Porto Velho. Apesar da busca por métodos anticoncepcionais ter tido um aumento, muitas mulheres ainda precisam se informar e se prevenir. Para isso, elas podem procurar o centro para buscar informações e, se possível, marcar consulta", falou a coordenadora do CRSM, Alba Cristina Bezerra Hermando.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), através do CRSM e de todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), também presta serviços de assistência ginecológica com informações e aconselhamentos sobre DIU e outros métodos anticoncepcionais aos moradores da capital. Assim como no Centro, também é disponibilizado em todas as UBS outros métodos contraceptivos como camisinhas feminina e masculina, comprimido, injetável mensal e injetável trimestral.


Procedimento é ofertado no Centro de Referência em Saúde da Mulher

QUEM PODE USAR DIU?

O DIU pode ser utilizado por qualquer mulher em idade fértil, que iniciou a atividade sexual e que deseje esse método. Não existe idade mínima ou número de filhos determinados para a solicitação do procedimento. Tanto uma jovem que nunca teve filhos ou uma mulher com filhos pode utilizar DIU. O CRSM realiza, inclusive, a inserção do DIU pós-parto.

"Nada é 100% seguro, mas a eficácia do DIU é muito grande. Tanto que o dispositivo é conhecido por 'método de esquecimento', ou seja, a paciente coloca e não precisa estar se preocupando em tomar pílula ou injetável. O dispositivo que oferecemos no Centro tem validade de dez anos e não é hormonal. A mulher é quem escolhe quando inserir e retirar", explicou a coordenadora do CRSM.

AGENDAMENTO

Conforme a coordenadora do centro, a mulher que tiver interesse no método contraceptivo pode ser encaminhada pela Unidade Básica de Saúde ou pode ir diretamente ao Centro de Referência da Mulher realizar o agendamento. A consulta, orientação, exame e implantação do dispositivo podem ser feitos no mesmo dia.

O Centro de Referência em Saúde da Mulher fica ao lado da Maternidade Municipal Mãe Esperança, na rua Venezuela, nº 2356, bairro Embratel. O horário de atendimento é das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira.


Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)


Postar um comentário

0 Comentários