Ciro Gomes diz que China tem mísseis na Venezuela apontados para Manaus


O candidato à presidência do Brasil, Ciro Gomes, fez uma declaração polêmica de que a China tem mísseis com alto poder de destruição

Porto Velho, RO - O candidato à presidência do Brasil, Ciro Gomes, fez uma declaração polêmica de que a China tem mísseis com alto poder de destruição no território da Venezuela com mira para Manaus, no Amazonas.

Ele disse ainda que a motivação seria a forma como Bolsonaro têm conduzido as questões de exportações na Amazônia e também de políticas externas e meio ambiente.

A declaração foi dada na última quinta-feira (21), durante encontro do candidato com empresários na Fiesp. Na ocasião, Ciro falava sobre o extrativismo na Amazônia e da falsa preocupação com a preservação do território.

“Por que o Bolsonaro ganhou as eleições na Amazônia? Porque ele destruiu todas as estruturas de comando e controle na área. Acabou com o ICMBio, com a Funai, com o Ibama e desmontou o Exército, a política externa brasileira, com as coisas que o Bolsonaro andou fazendo. Eu leio os documentos deles.

Eles estão anunciando autonomia em relação a proteínas vegetais em cinco anos. Eles azem planos e cumprem. Estão ensinando Angola a plantar soja, estão com artefatos militares na Venezuela, aqui do lado, mais eficazes do que qualquer estrutura dissuasória de defesa brasileira com mira em Manaus, porque começaram a desconfiar das maluquices da nossa governança brasileira”, afirmou.

O discurso vem repercutindo desde então. Vale lembrar que a China tem uma relação estremecida com o Brasil, sobretudo por conta das acusações de Bolsonaro contra o país asiático em relação ao coronavírus.

É que durante o auge da pandemia, o presidente chegou a dizer que o vírus havia sido fabricado pelos chineses, para que o governo pudesse comercializar sua vacina em massa.


Fonte: Diário da Amazônia

Postar um comentário

0 Comentários