PRF apreendeu mais de 2 mil quilos de alimentos transportados irregularmente em Ji-Paraná


Por apresentarem risco à saúde e à integridade física dos consumidores, os produtos foram devidamente descartados

Porto Velho, RO - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu mais de 2 mil quilos de alimentos transportados irregularmente em Ji-Paraná. A operação Tentáculos II, realizada pela PRF contou com apoio da Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Divisão de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). D

De acordo com a PRF por apresentarem risco à saúde e à integridade física dos consumidores, os produtos foram devidamente descartados.

A operação foi realizada pela PRF, entre 20 de abril e 6 de maio, nos estados de Rondônia e Acre, com foco no combate aos crimes ambientais, contra o fisco e a saúde pública.


A operação foi realizada nos estados de Rondônia e Acre / Foto: Divulgação

“Além do combate ao crime em vertentes específicas, a Operação Tentáculos II também proporcionou às instituições de trabalharem, de forma integrada, utilizando a expertise profissional dos servidores dos diversos órgãos envolvidos, aumentando assim a eficácia nas entregas à sociedade”, declarou o chefe da Delegacia da PRF em Ji-Paraná, Jussigle Bispo Rodrigues.

No município de Ji-Paraná, a operação foi realizada na Unidade Operacional da PRF, onde cerca de 2 mil quilos de alimentos entre iogurtes, açaí e peixes foram apreendidos. Entre as principais irregularidades estavam o transporte irregular, com alimentos sem o devido resfriamento, além da ausência de informações sobre a data de fabricação e validade dos produtos.

“Fomos acionados pela PRF para dar apoio à apreensão de alimentos que estavam sendo transportados com alguma irregularidade. Esses produtos podem ser prejudiciais à saúde da população e, por este motivo, foram apreendidos e, posteriormente, descartados”, destacou Silmara Pereira Dias, diretora da Divisão de Vigilância Sanitária de Ji-Paraná.


Antes de iniciar a fase operativa, os agentes passaram por um nivelamento teórico da Operação Tentáculos / Foto: Divulgação

Segundo a PRF antes de iniciar a fase operativa, os agentes passaram por um nivelamento teórico da Operação Tentáculos II, realizado no Instituto Federal de Rondônia (Ifro), com o objetivo de padronizar os procedimentos e diminuir os riscos (físicos e jurídicos) que poderiam ocorrer durante os trabalhos.

A ação contou com apoio do Ministério da Agricultura e do Abastecimento (Mapa), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Receita Federal, Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Agência Nacional do Cinema (Ancine), Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (IDAF), Polícia Militar de Rondônia (PMRO), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Secretaria de Estado de Finanças (Sefin), Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Divisão de Vigilância Sanitária da Semusa.

Fonte: Diário da Amazônia

Postar um comentário

0 Comentários