Brasileiro: Corinthians bate Fortaleza dentro de casa com gol contra

Timão ocupa provisoriamente a lidrança, ao totalizar nove pontos

Porto Velho, RO -
O Corinthians alcançou provisoriamente a liderança da Série A do Campeonato Brasileiro ao vencer o Fortaleza por 1 a 0, com gol contra de Matheus Jussa, na Neo Química Arena, na capital paulista.

O triunfo levou o Timão ao topo da tabela, com nove pontos, mas a quarta rodada só termina às 20h (horário de Brasília) desta segunda-feira (2) com o embate São Paulo x Santos. Caso vença, o Peixe pode chegar a 10 pontos e se tornar o novo líder do Brasileirão. Já o Fortaleza, que ainda não somou pontos nesta edição, segue em último na classificação geral.


No primeiro tempo, o Timão teve a chance de abrir o placar logo aos sete minutos, com Júnior Moraes que ganhou da defesa do Leão do Pici antes de mandar para o fundo da rede. O gol, no entanto, foi anulado após intervenção do VAR (árbitro de vídeo): as imagens mostraram o centroavante ajeitando a bola com o braço antes de chutar.

Na sequência, aos 12 minutos, foi vez de o Fortaleza quase sair na frente do marcador com um chute de Matheus Jussa da entrada da área, mas Cássio fez grande defesa. O Leão ainda teve outra boa chance com Moisés, que chutou forte, mas a bola passou por cima do travessão. Aos 21 minutos, em outro chute de Moisés, o goleiro Cássio falhou e a bola sobrou para Sílvio Romero empurrar para o gol. Mas, jogador estava impedido e o gol não foi validado.

Na volta do intervalo, logo aos sete minutos, o Timão abriu o marcador na Neo Química Arena. A jogada começou com Róger Guedes batendo escanteio curto para Maycon: ele cruzou para Gil marcar, mas na tentativa de desviar a bola, o volante Matheus Jussa acabou marcando contra. Em seguida, o Timão quase ampliou em cabeçada de Gil após cobrança de escanteio, mas o goleiro Max Walef espalmou. O Timão ainda teve outras boas oportunidades de aumentar o placar com Gustavo Mantuan, mas a partida terminou mesmo em 1 a 0.


Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários