Agência de crédito do Proampe será inaugurada na quinta-feira (19) na Semdestur


Programa é destinado a empreendedores formais e informais

Porto Velho, RO - De olho na recuperação econômica após o período pandêmico, a Prefeitura aposta no fortalecimento estrutural e financeiro de micro e pequenos empreendedores e trabalhadores informais da capital. Para isso, Porto Velho aderiu ao Programa de Apoio às Micros e Pequenas Empresas e Empreendedores de Pequenos Negócios do Estado de Rondônia (Proampe).

A parceria busca conceder empréstimos de até R$100 mil aos empreendedores, com taxas abaixo das praticadas pelo mercado e com prazos de até 36 meses para começar a pagar após o período de carência, que pode chegar até seis meses.

O programa é uma iniciativa do Governo do Estado com adesão da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur).

O público-alvo do Proampe são trabalhadores formais e informais, profissionais liberais, produtores rurais e trabalhadores que fazem parte do programa de qualificação profissional ou que possuem experiência técnico-administrativa na produção de bens e serviços.


Glayce Bezerra, secretária da Semdestur

“Quando trabalhamos com vontade em prol da população, os resultados acontecem. O Proampe é um programa para todos e veio permitir a entrada de novos recursos para Porto Velho e possibilitar aos nossos empreendedores benefícios e melhorias para os seus negócios”, ressalta a titular da Semdestur, Glayce Bezerra.

Para atender a classe, a Prefeitura, junto a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec), implantaram uma agência de crédito do Proampe que será inaugurada na quinta-feira (19), às 11h, no prédio da Semdestur, localizado na rua General Osório, nº 81, Centro.

“Porto Velho é uma cidade muito importante e que concentra quase um terço de toda a população do Estado. Por isso, possui o maior número de empreendedores com uma demanda bem significativa. Com certeza, esta agência de crédito vai ser bem demandada”, explica Avenilson Gomes Trindade, titular da Sedec.
O Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) também fazem parte do programa com orientações estratégicas de investimento e com serviços de análise de crédito aos investidores.

O PROGRAMA

Para ter direito ao crédito, os interessados deverão preencher alguns requisitos, como produzir no município há mais de seis meses (no setor formal ou informal) ou ter capacitação na área em que pretende atuar, caso o profissional tenha sido qualificado em alguns cursos; Residir ou ter seu negócio estabelecido há mais de dois anos no município; Ter receita bruta igual ou inferior a R$ 360 mil nos últimos doze meses, assim como ter o máximo de R$ 80 mil de endividamento, conforme estabelece o Sistema Financeiro Nacional (SFN).

Após preencher todos os requisitos, o contratante passará pelo comitê de análise de crédito que ficará responsável pela visita ao estabelecimento até o fornecimento de orientação de investimento no próprio negócio.


Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)


Postar um comentário

0 Comentários