Campeão de votos e amigo de Bolsonaro é "rifado" por PL rondoniense da disputa ao Senado Federal


Bagatolli: o amigo de Bolsonaro sem espaço entre bolsonaristas de Rondônia

Porto Velho, Rondônia - Parece irreal, mas o grande campeão de votos nas eleições passadas, o empresário bilionário do Cone Sul e amigo do peito do presidente Jair Bolsonaro está tendo de lutar para buscar espaço nas legendas de direita a fim de disputar as eleições ao Senado Federal este ano.

O vilhenense Jaime Bagattoli, que nas eleições passadas não apenas somou mais de duzentos mil votos, como foi o carro-chefe e financiador de toda a vitoriosa campanha da direita rondoniense, acabou de ser "rifado" pelo senador Marcos Rogério, presidente regional do PL, que lhe negou espaço para concorrer outra vez ao Senado Federal.

Também rompido com a outra ala bolsonarista de Rondônia, aquela que tem o governador Marcos Rocha como ponta de lança, Jaime está procurando espaço entre outras legendas que apoiam o presidente Jair Bolsonaro para colocar seu bloco na rua e consolidar a pré-candidatura, e corre contra o tempo em virtude dos prazos da Justiça Eleitoral.

É irônica a situação do empresário, que inclusive afirma estar disposto a custear mais uma vez a campanha eleitoral do próprio bolso, abrindo mão do fundo partidário, obrigado a usar a imprensa a fim de sensibilizar os grupos políticos de direita para consolidar seu projeto, que tem como foco principal buscar a reeleição do presidente da República.

Nessa entrevista ao jornalista Carlos Caldeira ele relata a estranha situação em que se encontra, faz críticas a Marcos Rogério, defende Bolsonaro e faz um pedido ao povo de Rondônia para que o apoie nesta empreitada.

Confira a fala de Jaime a partir do décimo minuto do vídeo abaixo:



Postar um comentário

0 Comentários