Ala do União Brasil vai pedir a impugnação da filiação de Sergio Moro após ex-juiz dizer que 'não desistiu de nada'


Grupo formado por Caiado, ACM Neto e Davi Alcolumbre reagiu à declaração do ex-juiz

Porto Velho, RO - Uma ala do União Brasil formada por egressos da direção do antigo DEM pediu nesta sexta-feira a impugnação da filiação do ex-juiz Sergio Moro ao partido. A decisão é uma reação à declaração do ex-magistrado de que "não desistiu de nada".

— Vamos apresentar, ainda nesta sexta, um requerimento de impugnação da filiação dele. Será assinado pelos 8 membros com direito a voto no partido, o que corresponde a 49% do colegiado. A filiação, uma vez impugnada, requer 60% para ter validade — declarou o secretário-geral do União Brasil, ACM Neto.

O grupo é o mesmo que na quinta-feira havia soltado uma nota em que deixavam "claro que o eventual ingresso (de Moro) ao União Brasil não pode se dar na condição de pré-candidato à Presidência da República".

Assinavam a nota ACM Neto, o ex-senador José Agripino Maia, o deputado Efraim Filho (PB), o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, a deputada Professora Dorinha (BA), o ex-ministro Mendonça Filho, o senador Davi Alcolumbre e o prefeito de Salvador, Bruno Reis.

Questionado pelo GLOBO ainda no hotel onde fez o seu pronunciamento sobre a decisão da ala do União Brasil de apresentar a impugnação da sua filiação, Moro não respondeu.

Pessoas próximas ao ex-ministro disseram que o pedido de impugnação não preocupa em nada e que é apenas um ato político da ala conduzida por ACM Neto.

Fonte: O Globo

Postar um comentário

0 Comentários