Presídios de Rolim de Moura precisam passar por adequações para receber detentos de Santa Luzia, RO


A Cadeia Pública de Santa Luzia pode encerrar suas atividades caso aconteçam as transferências dos presos.

Porto Velho, RO - Após a Secretaria de Justiça (Sejus) sinalizar interesse em transferir os detentos de Santa Luzia (RO) para os presídios de Rolim de Moura (RO), o Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e Medidas Socioeducativas de Rondônia (GMF-RO) realizou inspeções em unidades prisionais da região. São elas:
  • Presídio Regional de Rolim de Moura,
  • Presídio Semiaberto de Rolim de Moura,
  • Centro de Detenção de Rolim de Moura,
  • Casa de Detenção de Alta Floresta do Oeste e
  • Cadeia Pública de Santa Luzia do Oeste.
Segundo informações divulgadas pelo Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) na terça-feira (22), com a transferência dos presos, a unidade de Santa Luzia seria fechada. No local foram confirmados problemas de infraestrutura, que comprometem as condições de uso e ressocialização.

As inspeções apontam ainda, que embora não haja superlotação nos presídios de Rolim de Moura, o que possibilita as transferências, às unidades têm demandas a resolver, como: melhorar a ventilação em algumas celas, organizar um local para banho de sol na ala feminina, melhorar estrutura da sala de aula, do consultório médico e odontológico, entre outros.

O GMF-RO, que é composto por magistrados que trabalham na execução penal, sinalizou ser favorável a transferência, caso as demandas sejam resolvidas.


Unidades prisionais do interior do Estado de Rondônia — Foto: TJ-RO/Reprodução

A  equipe de jornalismo entrou em contato com a Sejus, mas ainda não obteve confirmação da pasta de quando os problemas apontados pela equipe de fiscalização serão resolvidos e nem data prevista para transferências.

Fonte: G1/RO


Postar um comentário

0 Comentários