Acusado de matar o tio e fazer churrasco em cima da cova tem pena diminuída



Porto Velho, RO -
Os desembargadores da 1ª. Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Rondônia diminuiu em apenas oito meses a pena aplicada a John Rodrigues do Nascimento, de 30 anos, acusado de matar e ocultar o cadáver do tio, Nilton César do Nascimento, de 43.

Em setembro do ano passado ele foi sentenciado a 15 anos e 6 meses de prisão, mas a pena foi diminuída em virtude da ´confissão espontânea´. Dessa forma, o recurso de apelação acabou sendo aceito parcialmente, tendo a pena sido estipulada em 14 anos e dez meses.

O crime ocorreu no final de agosto de 2020, em uma casa localizada na Avenida Neide Maria Fantin Pires, no Bairro Bodanese, onde o acusado e a vítima moravam, junto com familiares. Segundo a Polícia, Nilton foi morto sem chance de reação com golpes de faca, um deles no pescoço.

O corpo só foi descoberto doze dias depois, sob uma base de concreto construída pelo próprio sobrinho, após o assassinato. Segundo a Polícia, em cima desse concreto (e do corpo), John ainda assou carnes em uma churrasqueira no dia de seu noivado.

Segundo o John, ele matou o tio porque quando a vítima ingeria bebidas alcoólicas ficava “chato” e passou a incomodá-lo se recusando a ir embora. Quando a Polícia desconfiou de sue envolvimento, e do local, que nunca recebera benfeitorias, John procurou a delegacia e se entregou.

Fonte: Redação

Postar um comentário

0 Comentários