Governo suspende licitação da 'Rodovia da Morte' por falta de interessados, mas quer leiloar trecho da Rio-Bahia


Contrato de concessão será de 30 anos e tem extensão de 726,9 km

Porto Velho, RO - A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANNT) aprovou na quinta-feira o edital de concessão de trechos da rodovia Rio-Bahia. Já a licitação da ‘Rodovia da Morte’, entre Minas Gerais e Espírito Santo, foi suspensa.

Segundo a ANTT, a suspensão foi necessária para aperfeiçoamento do edital e, segundo o jornal Valor Econômico, não houve interessados em operar o trecho. A rodovia é conhecida por ter os maiores índices de acidentes do país.

O projeto de concessão previa 670 km de extensão que envolvia a BR-381, de Belo Horizonte até Governador Valares e a BR-262, de João Molevade (MG) até Viana (ES). A expectativa era de 402 km de duplicação, 228 km de faixas adicionais e 131 km de vias marginas, entre outras obras.

Um trecho dessa rodovia ganhou destaque no início deste ano porque ficou com o asfalto afundado devido às chuvas. Por conta disso, a via ficou interditada próximo à cidade de Nova Era, em Minas Gerais.

Já o trecho aprovado tem uma extensão de 726,9 km e liga a cidade do Rio de Janeiro às regiões Norte e Nordeste do país, passando pela Região dos Lagos e Governador Valadares (MG). São quatro trechos, na BR-116/RJ, BR-116/MG, BR-465/RJ e BR-493/RJ.

O contrato de concessão será de 30 anos e o montante estimado de investimento ao longo desse período é de R$ 8,8 bilhões. O leilão está previsto para 20 de maio, na B3, em São Paulo.

De acordo com a ANTT, os benefícios da concessão envolvem, entre outras construções, 303 km de obras de duplicação, 255 km de faixas adicionais e 85,5 km de vias marginais.

Fonte: O Globo


Postar um comentário

0 Comentários