Fórmula 1 anuncia cancelamento do Grande Prêmio da Rússia


Após reunião com as equipes, a F1 definiu que não vai correr em Sóchi em 2022 diante dos acontecimentos na Ucrânia

Porto Velho, RO - O mundo do esporte já começa a sentir as consequências da invasão russa ao território ucraniano na última quinta-feira (24). Depois da Uefa tirar a sede da final da Liga dos Campeões de São Peterburgo, foi a vez da Fórmula 1 retirar do calendário o Grande Prêmio da Rússia, previsto inicialmente para 25 de setembro, em Sóchi.

Em comunicado enviado na manhã desta sexta-feira (25), durante os testes de pré-temporada em Barcelona, a F1 declarou que é impossível seguir com a realização da etapa russa nas atuais circunstâncias. Não foi informado se há a possibilidade de uma nova prova entrar no lugar.



“A Fórmula 1 visita países ao redor do mundo com uma visão positiva de unir pessoas e juntar nações. Acompanhamos os acontecimentos na Ucrânia com tristeza, espanto e esperança de uma rápida e pacífica resolução diante da atual situação”, disse o comunicado.

"Na quinta-feira à noite, a Fórmula 1, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e as equipes discutiram o posicionamento do nosso esporte e a conclusão é que, levando em consideração, a opinião de todas as partes afetadas, é impossível organizar o GP da Rússia nas atuais circunstâncias", afirmou a empresa Formula One Group em um comunicado.

Fonte: R7


Postar um comentário

0 Comentários