Publicidade

TURISMO - 10 destinos internacionais para ficar de olho em 2022


Porto Velho, RO - As listas de destinos para visitar num ano que começa – os famosos “where to go in XXXX” – são um clássico nas publicações de viagem (principalmente estrangeiras) nessa época. Mas 2022 guarda uma diferença: no ano 3 (!) da pandemia, muitos lugares diferentes se tornaram simultaneamente “destinos emergentes”. Afinal, para a maioria de nós, depois de tanto tempo com as viagens restritas ou em suspenso, hoje já se tornou tão emocionante voltar aos destinos que amamos quanto conhecer um novo lugar.

Sigo fazendo todos os anos minha lista particular de desejos viajantes. Mesmo com tantas viagens adiadas ou em suspenso, abre-e-fecha de destinos, a chegada avassaladora da variante ômicron e a consciência de que nosso período de restrições pandêmicas ainda pode se estender de maneira indeterminada, gosto demais de fazer todo janeiro a listinha dos meus destinos-desejo para o (meu) ano que chega. Se não viram viagens no ano que entra, viram sonhos que podem se transformar em lindas viagens em outros anos subsequentes.


Como jornalista, também faço anualmente outras duas listinhas – do ponto de vista profissional – com os destinos nacionais e internacionais que, por diferentes razões, devem estar em alta ao longo do ano na indústria turística internacional.

Então divido aqui com vocês no texto de hoje a primeira dessas duas listas: 10 destinos internacionais para ficar de olho em 2022, compilados após bastante estudo de mercado e trocas de ideias com vários especialistas do setor no Brasil. Para sonhar com as viagens que ainda faremos, seja em 2022 ou nos anos vindouros.


Foto: Mari Campos

ANTÁRTICA

A viagem dos sonhos de tanta gente virou a viagem dos sonhos de mais gente ainda nos últimos anos. Afinal, vivendo essa crise climática sem precedentes e já sem volta, muita gente que nem cogitava viajar de fato ao continente gelado de repente viu surgir ali um destino ainda possível – enquanto é tempo.

E quem já sonhava em explorá-lo ganhou ainda mais sentido de urgência. O lado bom é que o turismo na Antártica ainda continua bastante controlado e responsável, e que ficou ainda mais prático e prazeroso com navios muito mais modernos e confortáveis fazendo essa rota hoje em dia. Eu, que pisei ali pela primeira vez há dez anos, em uma das mais espetaculares e desejadas viagens da vida, não vejo a hora de retornar.


O famoso “giant bear” do aeroporto de Doha. Foto: Mari Campos

CATAR

A arquitetura futurista do Catar ganha em 2022 um reforço de peso para atrair novos viajantes: a Copa do Mundo, que acontecerá no final do ano e deve colocar o país finalmente no mapa-mundi viajante de muita gente.

Do incrível Museum of Islamic Art aos excelentes restaurantes e disputados rooftops, a capital Doha vem a cada ano revelando que sabe ser muito mais interessante do que um mero destino de stop over em voos da (excelente) Qatar Airways. Bastante seguro para o turista, o destino está ganhando melhorias bem importantes em infraestrutura, gastronomia e atrações em geral, em função do mundial.


Foto: Mari Campos

GALÁPAGOS

O arquipélago tão amado por Charles Darwin segue encantando turistas até hoje com suas paisagens impressionantes e a inigualável biodiversidade local. Perfeito para explorar tanto em um cruzeiro como montando base em um belo hotel em uma das ilhas, Galápagos é também um dos grandes expoentes do turismo verdadeiramente sustentável e responsável na atualidade.

Ali a gente tem a chance todos os dias de explorar ecossistemas intocados, observar vida selvagem extremamente particular, nadar com leões marinhos e, com sorte, até com pinguins, além de alguns dos snorkelings e mergulhos mais fascinantes do planeta – e com zero turismo de massa.


Four Seasons Madrid. Foto: Mari Campos

ESPANHA

Desde que reabriu para turistas brasileiros com vacinação completa, a Espanha tem visto o fluxo de passageiros oriundos do país crescer todos os meses. Com entrada descomplicada – basta estar 100% vacinado com qualquer imunizante reconhecido pela OMS e preencher a declaração de saúde nacional -, o país tem sido a escolha de muitos brasileiros para a primeira viagem internacional em tempos de pandemia.

Com preços ainda bastante razoáveis para tudo em comparação com outras capitais europeias, tem sido um sonho de viagem mais viável também financeiramente, nesses tempos de Real mais desvalorizado do que nunca. A capital Madri vem apresentando constantes novidades focadas no mercado de luxo e o interesse de brasileiros por esticar a outras regiões espanholas, como Galícia e Andaluzia, também tem crescido.


Foto: Mari Campos

PORTUGAL

A terrinha deu bons exemplos de combate à pandemia, bateu recordes internacionais de vacinação da população nacional e tem sido razoavelmente rápida na tomada de decisões para tentar conter o avanço de novas variantes. Por isso mesmo, a procura por viagens a destinos portugueses tem crescido não apenas no Brasil mas em boa parte do mundo desenvolvido também.

Fácil de explorar e muito mais acessível financeiramente que outros países (para ficar, comer, passear), o interesse por Portugal tem felizmente ido além de Lisboa e Porto e chegando com mais frequência a destinos do Algarve e do Alentejo também. E finalmente cada vez mais turistas se interessam em ir além dos limites da Portugal continental e chegar à beleza geográfica arrebatadora dos arquipélagos de Açores e da Madeira.


Foto: Mari Campos.

ILHA DE PÁSCOA

Ainda fechada para o turismo desde o começo da pandemia, a Ilha de Páscoa deve atrair mais olhares de viajantes do que nunca quando reabrir suas fronteiras (o que está programado para acontecer em fevereiro, apesar do povo Rapa Nui ter votado contra).

Definitivamente uma das ilhas mais fascinantes do planeta, o destino, localizado a quase cinco horas de voo desde Santiago, no Chile, é mesmo absolutamente surpreendente, mesmo para o mais cético dos turistas. Dos moais à cratera do vulcão Rano Kau, ali história, paisagens, cultura, gastronomia e modo de vida de seus moradores são realmente singulares.


Foto: Inspired by Iceland/Divulgação

ISLÂNDIA

O turismo na Islândia voltou com tudo no segundo semestre de 2021 e deve seguir em alta durante 2022 também. A segunda maior ilha europeia conquista cada vez mais turistas com sua promessa de atrações majoritariamente ao ar livre e os apelos tipo bucket list do sol da meia noite e da aurora boreal.

Um território repleto de parques nacionais (como o impressionante Thingvellir, instalado em duas placas tectônicas diferentes), vulcões, geleiras, gêiseres, piscinas geotérmicas, campos de lava e incríveis cachoeiras. Sustentável como poucas capitais do mundo, Reykjavik ainda oferece museus imperdíveis, boa infra hoteleira e gastronomia cada vez mais caprichadas.


Crédito: Wilderness Safaris

RUANDA

A incrível Ruanda também vem despertando interesse de cada vez mais turistas em tempos de crise climática e tantos atentados contra a diversidade e a sustentabilidade. Tomado por montanhas e exuberantes florestas, o país promove um turismo realmente sustentável e controlado – em grande parte por ser bastante caro, acessível a apenas uma pequena parcela de privilegiados viajantes.

A capital Kigali tem cada vez mais infraestrutura turística e um emocionante memorial do genocídio. Seu mítico Parque Nacional dos Vulcões guarda impressionantes vulcões florestados, macacos-dourados e os famosos gorilas das montanhas; chimpanzés, hipopótamos, elefantes, zebras e girafas também são abundantes em outras regiões e parques.


Foto: Mari Campos

GEÓRGIA

A ex-república soviética na chamada Eurásia finalmente deve ganhar o destaque turístico que merece. Um dos destinos mais surpreendentes da região montanhosa do Cáucaso, a Geórgia é puro deleite para os olhos do turista – e também para o seu paladar. E ainda é extremamente amigável para o bolso do viajante, ainda mais em tempos de Real tão desvalorizado.

A mítica cordilheira emoldura pitorescas aldeias e vilarejos de maneira cinematográfica, entre lagos, templos e outras paisagens realmente arrebatadoras. A sedutora capital Tbilisi já é tão vibrante e excitante como qualquer outra grande capital europeia – incluindo excelente oferta cultural, gastronômica e hoteleira. E bônus importante: a Geórgia ainda é berço da produção vinícola como conhecemos e muitas vinícolas estão hoje abertas para o turismo.


Foto: Mari Campos

EGITO

Não sabemos ainda como fica o cenário internacional com o avanço da ômicron e novas variantes que estão surgindo, mas o queridinho dos influenciadores de viagem em 2021 deve continuar em alta entre turistas brasileiros também em 2022.

Além de todos os atrativos realmente impactantes do destino, o Egito ainda ganhará esse ano um espetacular novo museu em Gizé. As viagens mais tradicionais – com itinerários incluindo dias no Cairo, Alexandria, Sharm-El-Sheik e cruzeiro no Nilo – devem seguir como as mais procuradas; mas destinos mais fora do óbvio, como as termas do Siwa Oasis no deserto, começam finalmente a atrair o interesse de mais viajantes.

Segundo alguns agentes de viagem, a maior procura de brasileiros por viagens para o Egito tem resultado também em aumento de busca por roteiros para ou incluindo também Israel e Jordânia.

Seja para planejar uma viagem mais próxima ou sonhar com as viagens em futuro mais distante, sempre bom cogitar novos destinos e sonhar. Se quiser mais um tico de inspiração viajante nesse começo de ano, nem que seja para viajar sem sair do sofá, vale espiar as listas feitas por veículos internacionais especializados, como National Geographic, Travel+Leisure, Condé Nast Traveler e Lonely Planet.


Fonte: Estadão

Postar um comentário

0 Comentários