Publicidade

DECRETO - Prefeito Hildon Chaves lança Decreto obrigando servidores a se vacinarem


Passado o show de Gustavo Lima, onde ele fez vistas grossas para a aglomeração, Hildon agora quer punir trabalhadores


Porto Velho, RO - Enquanto não se resolve a situação da obrigatoriedade do passaporte sanitário no País, as prefeituras se aproveitam para implantar um verdadeiro regime de terror contra servidores que optem pela não vacinação contra o Covid-19. 

É o caso da Prefeitura de Porto Velho, que publicou, no diário oficial dos municípios de ontem 07.12, um Decreto proibindo a entrada de servidores municipais que não apresentarem cartão de vacina, nas repartições públicas do Município. 


O prefeito, se tivesse realmente bem intencionado, teria feito isso antes, e proibido, por exemplo, a aglomeração centenas de pessoas no show do cantor sertanejo Gustavo Lima, realizado na semana passada na capital. 

O decreto 17.816/2021 para um bom entendedor é simples: quem não se vacinou não entra nas repartições públicas e será considerado faltoso. O servidor público que faltar ao serviço por 30 dias é passível de demissão, como prevê a Lei Orgânica do Município. 

Ou seja, o servidor não tem opção e terá que cumprir a cartilha do Decreto ou então pode dar adeus ao seu emprego e correndo por conta própria as consequências que podem surgir da vacina, já que nem mesmo os fabricantes, dão 100% de sua eficácia.

Postar um comentário

0 Comentários