Publicidade

PRIMEIRO DIA ENEM - Candidata diz que não conseguiu fazer redação: 'Tema difícil, deixei em branco'

Candidatos falam sobre exame após deixarem locais de prova em Rondônia.


Porto Velho, RO - 
Após deixarem os locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), candidatos falaram sobre o tema da redação aplicada neste domingo (21): "invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil".


A estudante Isabela, em Porto Velho, disse não esperar o tema e não conseguiu fazer o texto argumentativo. Essa foi a segunda vez que ela fez o exame.


Estudante Isabela diz que tema foi difícil e ela esperava por educação financeira — Foto: Jaíne Quele Cruz/g1

"Tema muito difícil, tanto que não consegui fazer. Deixei em branco. Foi mais difícil que a do ano passado. Pensei que ia ser algo de educação financeira. Minha professora tinha falado muito sobre esse tema, queria muito que tivesse sido o tema", afirma a jovem de 18 anos.

Gabriel Lino Gonçalves, 20 anos, também se surpreendeu com o tema da redação, mas ele não encontrou dificuldade em desenvolver o texto.


Gabriel Gonçalves após prova do Enem em Porto Velho — Foto: Hebert Novaes/CBN

"Já fiz Enem antes, esse é o meu sexto e estudo faculdade, na Unir, mas gosto de fazer por saber, conhecer e tentar sempre obter esse conhecimento e continuo exercitando meu estudo. O tema da redação achei interessante", disse.


A realidade foi bem diferente para Ester, 19 anos, que fez o primeiro Enem em Porto Velho. Para ela, o tema da redação foi 'imprevisível'.


Ester, em Porto Velho, após fazer a prova do Enem em Porto Velho — Foto: Jaíne Quele Cruz/g1

"Achei o tema imprevisível, esperava algo sobre a pandemia. Foi um pouco difícil desenvolver o assunto. O único cursinho que fiz foi o de redação, então acredito que tenha ido bem, mesmo não tendo ouvido falar sobre. Agora o restante acho que não.

Pandemia x estudos

Alguns alunos também falaram sobre a dificuldade em estudar durante a pandemia de Covid. É o caso de Jenifer da Silva Gomes, 18 anos, que fez o Enem pela primeira vez.


"Está sendo difícil né, porque eu não estou tendo a base de ensino que geralmente era pra ter, foi mais online, não tive segundo ano, metade do terceiro ano foi online também. Eu não estou me sentindo preparada, estou bem nervosa", afirma, reiterando que seu sonho é fazer fisioterapia.


Fazendo o Enem pela 3ª vez, Angel Dantas, 25 anos, diz que começou a fazer gestão de recursos humanos, mas com trabalho puxado, acabou desistindo.


"Ano passado eu fiz só o primeiro dia porque no segundo dia eu comecei a sentir os sintomas, então pra mim foi bem mais complicado, esse ano já está mais tranquilo, já estou vacinada, tomei as duas doses, então estou mais tranquila. Eu estava na área do administrativo e agora eu mudei totalmente, tô indo para a área da nutrição, educação física... quero me descobrir", disse.

Postar um comentário

0 Comentários