Publicidade

Operação Guardiões do Bioma será ampliada com foco no combate ao desmatamento


Medida foi anunciada pelos ministros Anderson Torres e Joaquim Leite

Porto Velho, RO - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, e o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, anunciaram, nesta quinta-feira (18), ações integradas de combate ao desmatamento no país. Entre elas, a ampliação da Operação Guardiões do Bioma para foco no combate ao desmatamento.

“Esse crime passou da hora de ter um fim no Brasil. O desmatamento ilegal não perpetuará no nosso país. O Governo Federal irá atuar da maneira que a gente entende que é mais eficaz, com ação policial e de inteligência, para fomento das operações de combate a esse crime”, afirmou o ministro Anderson Torres.



O ministro da Justiça e Segurança Pública destacou, ainda, que a Secretaria de Operações Integradas, do Ministério, prepara um planejamento operacional robusto, que envolve todas as forças de segurança pública com foco na redução desses números.

Ações desenvolvidas pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública terão importante papel no combate ao desmatamento. “O número do efetivo que atua na Operação Guardiões do Bioma será reforçado, além do reforço com o uso de ferramentas como o Brasil M.A.I.S. Iremos atuar em conjunto, de uma forma mais contendente em relação a esses crimes”, destacou o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite.



Guardiões do Bioma

Iniciada em julho deste ano, a Operação Guardiões do Bioma já combateu mais de 16 mil incêndios florestais, em 11 estados dos biomas da Amazônia, Cerrado e Pantanal. Com 8.556 profissionais da segurança pública atuando no âmbito da Operação, já são 6.772 crimes ambientais combatidos, 3.268 ações preventivas de combate a incêndios, 1.547 multas aplicadas, 784 combates a desmatamento ilegal, 133 maquinários apreendidos, 5.162 m³ madeiras apreendidas, 628 litros de combustíveis apreendidos.

A ação é coordenada e articulada pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do MJSP, e tem como foco mobilizar profissionais especializados para apoiar regiões em situações críticas. A operação conta com a atuação de profissionais do Corpo de Bombeiros Militares, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Ibama e ICMbio.

Postar um comentário

0 Comentários