Publicidade

JUSTIÇA - Vulgo “Ego” e “Sarapó” pegam mais de 20 anos de prisão pelo assassinato de viciado por causa de 30 Reais


Porto Velho, RO - Os elementos identificados como Arnaldo Morais dos Santos, vulgo “Ego” e, Edinaldo Vieira dos Santos, vulgo “Negão” ou “Sarapó” foram condenados a, respectivamente, a 26 anos e 11 meses e 20 anos e 9 meses de prisão no regime fechado, pelo assassinato de um dependente químico, na cidade de Ariquemes, identificado por Gilmar de Oliveira Barbosa.

A pena foi alta devido a prática de outros graves delitos envoltos ao homicídio: corrupção de menores e concurso de crime. Um menor participou do crime e também já foi sentenciado a medidas previstas na legislação do menor infrator. O assassinato foi motivado por causa de uma dívida de R$ 30 que a vítima possuía com “Ego”.

O crime aconteceu no dia 6 de julho de 2019, na 7ª rua do Setor 10, em Ariquemes e os três envolvidos foram presos durante a Operação Pitt Bull, um mês depois. Segundo a Polícia, a vítima furtou um filhote de Pitt Bull (daí o nome da operação) para pagar a dívida que possuía com ´Ego´. O furto foi descoberto pelo dono do cão e Gilmar mostrou onde ´Ego´ morava e devolveu o bicho.

Como motivo de vingança ´Ego´ contratou ´Sarapó´ por R$ 100 para dar um fim na vítima que acabou sendo executada a pauladas dentro de casa. A arma do crime, uma balaústra, foi apreendida pelos policiais em um matagal próximo à residência da vítima. O mandante do crime, segundo a polícia utilizava tornozeleira eletrônica e estava em cumprimento de pena.

Postar um comentário

0 Comentários