Publicidade

Projetos de música e pintura atendem mais de 50 alunos da Escola Valdir Monfredinho, em Pimenta Bueno


A instituição possui 320 alunos matriculados e atendidos em período integral

Porto Velho, Rondônia - Buscando criar um espaço de aprendizagem diferenciado, com foco na cidadania, na diversidade e no respeito aos direitos humanos, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), tem atendido 58 estudantes com o projeto “Guaporé” de Educação Integral, na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Professor Valdir Monfredinho, localizada em Pimenta Bueno.

A instituição possui 320 alunos matriculados, em período integral, que são atendidos com os componentes curriculares da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), com eixos temáticos que visam uma preparação específica para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), além dos projetos “Arte e criatividade na escola” e “Letras e canções”.


Aluna participa do projeto de pintura na escola

A diretora da instituição, Rosângela Mendes, ressalta que “esses projetos estão em evidência e são muito importantes para nossa escola. Eles estão contribuindo para o processo de ensino e aprendizagem de nossos alunos”.

MÚSICA

O projeto de música “Letras e Canções”, possibilita o estímulo à função cognitiva, a emoção, a audição entre outros fatores importantes e capazes de transformar as informações em conhecimentos significativos para o estudante.

No momento, o projeto atende 17 alunos com aula de violão, divididos em 2 turmas (1ª equipe com sete e a 2ª turma com 10 alunos). Cada turma é atendida uma hora por semana.

PINTURA

O projeto de pintura “Arte e Criatividade na Escola” visa proporcionar ações pedagógicas para estimular os estudantes no interesse por diversos tipos de expressões artísticas, favorecendo o protagonismo juvenil por meio da imaginação que estimula a comunicação, a criatividade, sensibilidade e aumenta a capacidade de concentração e expressão das crianças, tornando o espaço escolar num ambiente favorável à aprendizagem.

Atualmente, o projeto atende 29 alunos, divididos em duas equipes (1ª equipe com 15 e a 2ª turma com 14 alunos). Cada turma é atendida duas horas por semana. “O projeto surgiu através da professora Ester Rabelo que atende a sala do Atendimento Educacional Especializado (AEE). A princípio, a proposta era atender os alunos da sala de recursos, mas em seguida, propomos uma ampliação para os alunos que manifestarem interesse”, explica Rosângela.

Fonte: Secom

Postar um comentário

0 Comentários