Publicidade

Pane no Facebook gera prejuízo de 57 milhões de dólares por hora

Prejuízo milionário para Mark Zuckerbereg 

Porto Velho, Rondônia - Com a queda do Facebook, Instagram e WhatsApp, no início da tarde desta segunda feira (4), a internet ficou em polvorosa sobre as consequências financeiras para a holding de serviços de comunicação e redes sociais que controla os produtos mais utilizados do planeta para este fim.

É curioso pensar que uma empresa entre as maiores do mundo possa enfrentar problemas de conectividade do tipo. Com uma rede de serviços dedicados e as melhores mentes do mundo trabalhando ao seu favor, é difícil imaginar que problemas assim possam acontecer. Mas, no caso do Facebook, até que não é tão raro.

Só em 2021, a empresa passou por diversas instabilidades em produtos distintos da sua rede. Entretanto, essa é a primeira vez que todos os serviços ficam comprometidos simultaneamente.

Até o fechamento desta reportagem, já se passaram mais de 50 minutos de serviços indisponíveis – e sem os serviços, diversas ‘teorias conspiratórias’ e memes começam a surgir na web.

O Facebook é uma das maiores máquinas de fazer dinheiro já criadas. Foi a empresa que conseguiu chegar em menos tempo ao hall de maiores empresas do mundo.

No segundo trimestre de 2021, a empresa reportou lucro de US$ 10,4 bilhões. Só para se ter uma noção, o mesmo período do ano passado foi reportado lucro de aproximadamente US$ 5,2 bilhões.

Fazendo uma conta de padaria, é possível calcular que as perdas por minuto offline cheguem a mais de US$ 950.693,00 ou mais de US$ 57.000.000,00 por hora – isso considerando apenas perda de rentabilidade final, ou seja, o que vai parar no bolso dos acionistas.

Fonte - Terra

Postar um comentário

0 Comentários