Publicidade

Operação “Esvazia João Paulo II” transferiu 38 pacientes para outros hospitais neste final de semana, em Porto Velho



Operação Esvazia João Paulo, realizada neste sábado, 19


O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da saúde (Sesau) montou uma força-tarefa neste sábado (19) para desafogar o Pronto Socorro João Paulo II. Durante a ação foram transferidos para outras unidades 38 pacientes. Devido ao grande número de atendimentos voltados a pacientes vítimas de acidentes de trânsito o Pronto Socorro teve seus leitos esgotados nas últimas semanas.

O secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo relembrou que esta não é a primeira ação. “No início da gestão, houve uma ação semelhante onde pacientes que ficavam internados nos corredores e na garagem tomando sol e chuva foram removidos e transferidos”.

A superlotação fez parte da história do Hospital João Paulo II durante muitos anos. “O governador Marcos Rocha tem trabalhado arduamente para que possamos construir um novo hospital, mas, enquanto isso estamos alocando estes pacientes em outros leitos criados especificamente para eles, proporcionando melhor qualidade no atendimento”, enfatizou Máximo.

“Esta gestão tem como prioridade construir um novo hospital para atender casos de urgência e emergência. Sabemos que o JP II não suporta mais atender toda a população do Estado. Paralelo a essa pandemia estamos estudando e trabalhando para que o novo Hospital seja construído para beneficiar toda a nossa população”, finalizou o secretário.

Postar um comentário

0 Comentários