Publicidade

Entrevista do presidente Bolsonaro e gera dúvida com relação a transposição e provoca reação de deputado

Presidente Bolsonaro e bancada de Rondônia


Porto Velho, Rondônia - O presidente Jair Bolsonaro, que é pouco afeito a falar com a imprensa formal do país, abriu exceção para o jornalista rondoniense Everton Leoni e concedeu longa entrevista esta semana através de aplicativo de chamada de vídeo.

A conversa tratou de diversos temas pertinentes a realidade do Estado, mas em determinado momento a entrevista criou uma tremenda saia justa para a bancada federal de Rondônia, quando o assunto tratado foi a arrastada questão da transposição de servidores do antigo Território Federal para a folha de pagamento da União.

Isso porque o presidente mostrou total desconhecimento acerca do assunto, e pediu ao vivo para que alguém da bancada federal o informasse sobre a questão para que ele pudesse avaliar o que era possível fazer.

O problema é que volta e meia o assunto é abordado por deputados ou senadores de Rondônia como se estivessem acontecendo gestões acerca do assunto junto à presidência, no entanto aparentemente isso não ocorre.

Reagindo a fala presidencial apenas o deputado federal Expedito Netto (PSD) manifestou-se em redes sociais, reafirmando que a bancada trabalha em torno da questão, e agora as ações serão potencializadas em virtude da “abertura” dada por Bolsonaro na entrevista.

O deputado garantiu que já pediu audiência com o Ministério da Economia com a bancada rondoniense a fim de tratar do assunto.

A transposição dos servidores do antigo Território é uma causa levantada em 2003 pela então senadora Fátima Cleide (PT) e apesar de avançar aos trancos emperrou de vez há vários anos, e neste governo não avançou um milímetro sequer.


Postar um comentário

0 Comentários